SORRISO GENGIVAL


Clínica Odontológica Padre Eustáquio

GENGIVOPLASTIA


Existem alguns tratamentos que podem corrigir esse problema estético e trazer harmonia ao sorriso. A ulotomia (ou gengivoplastia), por exemplo, remove o excesso do tecido da gengiva.

Esse procedimento envolve a periodontia e é realizada no próprio consultório. O dentista descola suavemente a gengiva e assim expõe mais os dentes. A anestesia usada é local e a cicatrização leva de uma a duas semanas.

Depois disso, é recomendado o suporte a cada três meses. Essa cirurgia leva muitos pacientes a aumentarem sua autoestima. Eles até conseguem se relacionar mais com as pessoas, pois ficam mais confiantes com o um resultado harmônico e natural.

Em casos de sorriso gengival com mais de 8 milímetros, é indicado a realização da cirurgia ortognática com um cirurgião dentista bucomaxilofacial. Nesses casos, acontece a remoção e reposicionamento do osso.

Existe também a aplicação de medicação no músculo que traciona o lábio superior quando a pessoa sorri, então ele “trava” o lábio e não expõe a gengiva. Mas ele não é definitivo, tem que ser reaplicado a cada quatro meses, aproximadamente. Algumas vezes, é recomendada a combinação dos tratamentos para um resultado melhor.